feapesc sc
publicidade feapesc

Valor médio das aposentadorias e pensões é de apenas R$ 1.229

O assessor econômico da COBAP, Mauricio Oliveira, tem realizado estudos constantes sobre a Previdência Social. Ele tem levantado informações surpreendentes, que merecem serem revistas pelos governantes e debatidas com as entidades, a sociedade e pelo Congresso Nacional.   

Segundo o economista, durante muito tempo o valor do salário mínimo cresceu acima das aposentadorias e pensões devido à política de ganho real pelo crescimento do PIB. Isso acarretou achatamento no valor médio das aposentadorias e pensões. Esse valor se encontra atualmente em R$ 1.229,36 em todo o Brasil, enquanto o salário mínimo é de R$ 954,00.

"Esse achatamento significou que o valor médio das aposentadorias e pensões equivale atualmente a apenas 1,29 salários mínimos. Em muitos estados, tais como Rondônia, Roraima, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba, o valor médio das aposentadorias e pensões é praticamente igual ao salário mínimo", explicou Maurício.

De acordo com o especialista da Confederação, essa política de achatamento pode continuar crescendo e atingir outros estados brasileiros. O objetivo do governo é de transformar o INSS numa autarquia que pague somente o piso previdenciário para todos.

"É preciso frear esse processo. É fundamental retomar as bandeiras de luta do aumento real para todos os aposentados e pensionistas que recebem acima do salário mínimo e também a recuperação das perdas salariais históricas que já alcançam 84,52% desde a implantação do Plano Real", destacou Maurício Oliveira.

 

fonte: COBAP