feapesc sc

APOSENTADOS reivindicam apoio de Jucá em projeto da desaposentação

                A luta pela aprovação do Projeto de Lei da desaposentação (PLC 76/2015) volta à tona. Após o Supremo Tribunal Federal (STF) deliberar para o Congresso Nacional a decisão sobre a desaposentação, o projeto está novamente prestes a ser votado, faltando apenas o Senado e a sanção presidencial caso o projeto seja aprovado.

 

            Uma comitiva da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionstas - COBAP e da Central Nacional de entidades representativas dos beneficiários da Seguridade Social - CNAPS  se reuniuram nesta  segunda-feira (23), com o relator do projeto no Senado, Romero Jucá, para reivindicar apoio ao projeto, que beneficia milhares de trabalhadores que voltaram ao mercado de trabalho após a aposentadoria.

 

            Autor do projeto, o senador Paulo Paim (PT-RS) participou da reunião e defendeu a aprovação do benefício. “A aprovação garante por lei a quem continuou a trabalhar após se aposentar, que use o tempo de contribuição com o tempo de contribuição anterior para novo cálculo de benefício, possibilitando uma aposentadoria maior e mais justa”, afirmou Paim.

 

            Para o presidente da COBAP e Vice-Presidente da CNAPS, Warley Martins, “é fundamental que o governo olhe para os aposentados que já tiveram tantos dos seus direitos ameaçados nos últimos anos”.

 

            O Senador na ocasião disse ser uma pauta importante, “É realmente um projeto importante e levantarei o tema com o governo”, afirmou Jucá, e garantiu breve retorno aos aposentados representados na ocasião pela CNAPS, COBAP e suas  Federações.

 

            Participaram desta reunião os presidentes das federações de aposentados do Rio Grande do Sul (FEAPERGS), José Pedro Kuhn; de Santa Catarina (FEAPESC) e Central Nacional dos Aposentados (CNAPS), Iburici Fernandes, de Minas Gerais (FAP-MG), Robson Bittencourt, dos aposentados dos Correios (FAACO), Jesuíno Caffé Filho, do Sindicato dos Aposentados de Minas Gerais (SINAIT), Adilson Rodrigues e o assessor jurídico da COBAP, Alexandre Dornelles.

 

com informações da COBAP/CNAPS