feapesc sc
publicidade feapesc

Para Iburici Fernandes os aposentados vivem tempos difíceis

A Feapesc, tem seu candidato a Deputado Federal, e quer priorizar a defesa ao aposentado, pensionista, idoso e do futuro aposentado. 

 

As "Eleições 2018" levará neste ano, 147 milhões de brasileiros às urnas. As mulheres compõem 52% do eleitorado e neste pleito, houve um aumento significativo dos eleitores com mais de 70 anos, que não são obrigados a votar.
 

A Feapesc, tem seu candidato a Deputado Federal, e quer priorizar a defesa ao aposentado, pensionista, idoso e do futuro aposentado. 

Em épocas difíceis...percebemos melhor quem está do lado do povo brasileiro, e este congresso que se encontra em Brasília mostrou que não está do lado do aposentado. Nossa luta contra a reforma da previdência foi grande, só não foi aprovada devido a mobilização, mas  sabemos que passada as eleições esta pauta voltará a ser prioridade no congresso.


Iburici Fernandes - Presidente da Federação, durante o programa de televisão Aposentados SC, reafirma que a Feapesc está de olho, acompanhando passo a passo esta política esmagadora que joga para o aposentado e o idoso o peso da má gestão do Governo.


O Presidente lembra ainda do absurdo dos reajustes nos planos de saúde, autorizados pelos órgãos competentes... enquanto o salário aumenta pela inflação isso quando não é menor..,  os planos dobram no momento em que o idoso mais necessita.


..."Enquanto a gestão do país permanece em mãos inconfiáveis, os poderosos se esbaldam com a vida dos mais fragilizados"...  "estou falando dessa pouca vergonha que está acontecendo com nossos planos de saúde, simplesmente é um atentado contra o cidadão brasileiro", diz Iburici em poucas palavras.


Fernandes cobra atitude do povo e afirma: "isso acontece porque somos passivos e condescendentes com o governo e suas tramoias diárias que cada vez tornam os planos de saúde inacessíveis à população e principalmente para o aposentado e o idoso. Como se não   bastasse os assaltos dentro do cofre da previdência social, agora os planos de saúde cravam uma estaca no coração do cidadão" conclui o Presidente.


Nossa categoria está atenta e vai continuar lutando por um país mais justo e acessível aos nossos aposentados e idosos.