feapesc sc

Aposentados defendem melhor fiscalização e cobrança na Previdência Social

O sistema previdenciário carece de uma boa gestão capaz de lhe dar eficiência e modernidade para gerir suas receitas e despesas. O sistema padece com muita sonegação e fraude e também não consegue cobrar seus devedores. O resultado da má gestão é o acúmulo de perdas significativas de receitas.

                               A sonegação na Previdência Social é um dos problemas graves. As empresas criam caixa 2 e não recolhem a contribuição previdenciária. Estima-se que anualmente cerca de R$ 45 bilhões são sonegados no país. A sonegação se combate com uma melhoria radical na fiscalização do sistema.

                          A prática das fraudes é outro instrumento criminoso utilizado por gestores e outros elementos componentes da máquina administrativa e financeira da previdência para roubar bilhões. A concessão irregular de benefícios previdenciários por meio de esquemas montados por estelionatários já soma mais de R$ 5 bilhões do que foi contabilizado até o ano de 2016.

                           Os devedores da Previdência Social também resultam um grave problema, gerando perdas gigantescas para os cofres da Previdência. Nunca houve uma política governamental séria e eficaz de combate aos devedores e caloteiros da nossa Previdência Social. O valor dessa dívida ativa alcança cerca de R$ 426 bilhões e precisa sempre ser atualizado porque aumenta diariamente.

                        Por tudo isso a COBAP e a CNAPS defendem medidas administrativas e de gestão para combater essas práticas criminosas que afetam a saúde financeira da nossa Previdência Social.