feapesc sc

FEAPESC é contra o Fundo Especial de Financiamento de Campanha Eleitoral

Nesta terça-feira (26) o plenário no Senado aprovou o Projeto de Lei  (PLS) 206/2017, que cria o Fundo Especial de Financiamento de Campanha. Ele será composto por 30% das emendas impositivas apresentadas pelas bancadas de deputados e senadores ao Orçamento Geral da União.


A FEAPESC, juntamente com  sua Confederação e Central Nacional dos Aposentados, repudia esta iniciativa que trata do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, uma vez que o dinheiro público deve ser investido em saúde, educação, previdência e segurança pública para os brasileiros.

Ou seja, mais uma vez o Senado aprova projeto contra os brasileiros, em poucas palavras o senado aprova a criação de fundo para bancar campanhas com recursos públicos, congelaram gastos em educação e saúde por 20 anos, e agora liberam dinheiro público, o seu dinheiro, o meu dinheiro, o 
nosso dinheiro para eleger políticos que estão votando contra o Aposentado e o trabalhador brasileiro.


Com aprovação, o projeto segue para análise da Câmara.  O Fundo será abastecido com emendas e recursos referentes à isenção fiscal da propaganda partidária.
 
A estimativa é que esse fundo tenha R$ 1,7 bilhão, podendo ser de 1,7 a 1,8 bilhão, este valor no real deve chegar a 4 bilhões, pois não considera a propaganda eleitoral. A matéria segue para a Câmara Federal e precisa ser aprovada até 7 de outubro para valer nas eleições de 2018.
 
Iburici Fernandes Presidente da CNAPI e da FEAPESC, diz que a entidade é contra  a mais esta proposta, ou quaisquer outras ações do governo que tirem dinheiro dos cofres públicos para alimentar este fundo, pois dinheiro público deve ser investido em políticas públicas em prol do povo brasileiro .